sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

O Buda Gigante de Leshan


O grande Buda de Leshan, é uma estátua de Buda Maitreya esculpida em pedra, datada do século VIII, construída durante a dinastia Tang em um enorme paredão rochoso, medindo imponentes 71 metros de altura.

Talhado em um espelho de falha, próximo à cidade de Leshan, um povoado situado na confluência entre os rios, Min Jiang, Dadu e Qingyi, na porção sul da província de Sichuan, China.


A escultura com mais de 1200 anos de idade, está postada de frente para o monte Emei, em uma colina chamada Lingyun, que embasa o encontro dos três rios aos pés de Buda.

Sua construção se iniciou em 713 d.C., sob o pedido de um monge cujo propósito era fazer com que as águas turbulentas dos rios se acalmassem diante da presença de Buda. Todos os anos, grandes inundações ocorriam e a turbulência das águas que colocava a vida dos navegantes em risco, os moradores recorreram a Buda para tornar as águas tranquilas.

A estátua foi terminada noventa anos depois e se conta que após sua presença, as água realmente se amansaram, ainda que muitos acreditem que tenha sido por motivos divinos, outros mais céticos dizem que foi por conta do material removido durante as obras do monumento e acabou se depositando no leito dos rios, assoreando-os.


Em 1996, a Unesco incluiu o grande Buda de Leshan, juntamente com a paisagem panorâmica do monte Emei à lista de lugares considerados Patrimônio da Humanidade. Sem dúvida, diversos trabalhos tiveram de ser realizados para conservar o colosso. Exposto a ventos fortes, umidade e chuvas durante 12 séculos, a estátua possuía diversas rachaduras e buracos. Graças a uma restauração realizada completa realizada em 1962, o monumento recuperou quase que a totalidade de seu estado original.

O entorno da região é de enorme importância histórica e religiosa, pois foi ali onde edificaram o primeiro templo budista chinês, no século I. Ademais, o monte Emei é considerado uma das montanhas mais sagradas do mundo.

Com o passar dos anos, os templos se multiplicaram e transformaram a região em dos lugares mais sagrados para os budistas. O monte Emei se destaca também pela grande diversidade de flora, contando com árvores com idades que se equiparam à da estátua do Buda.


A escultura de 71 metros representa o Buda Maitreya com as mãos apoiadas sobre os joelhos. Maitreya é utilizado na região para se referir ao próximo Buda histórico. Segundo a literatura sagrada do budismo, ele nascerá na Terra para conquistar a completa iluminação e ensinar o Dharma. Buda Maitreya será o sucessor de Sidarta Gautama, o atual Buda histórico.

As dimensões da estátua são impressionantes, seus ombos medem 28 metros de comprimento e o mais pequeno dedo dos pés, é maior que uma pessoa adulta. Um ditado local diz: "A montanha é Buda e Buda é a montanha". Sua origem está no fato de a montanha na qual se encontra buda vista da perspectiva do rio tem a forma da silhueta de um Buda deitado. O lugar é constantemente visitado por peregrinos e turistas, que observam atônitos a colossal escultura, podendo ser vista do alto de sua cabeça, assim como pelos pés.


Embora o Buda de Leshan não supere os 153 metros do Buda de Lushan, construído em bronze, ela é atualmente a maior estátua do Iluminado construída em pedra, o que a torna uma preciosidade e um monumento de grandíssima importância não só para os budistas, mas para toda a história da humanidade.


Um comentário:

  1. Lindo eu j=á vpou colocá-la no momento apropriado na minha linha do tempo se vc permitir. beijos..

    ResponderExcluir