quinta-feira, 3 de setembro de 2015

Ídolo de Shigir: A Estátua de madeira mais antiga do Mundo!


Encontrada no século XIX, mais precisamente em 1890, na região leste da Rússia (Sverdlovsk, nos Urais), sob a proteção de um arbusto de turfa, o artefato conhecido como o "Ídolo de Shigir", tem ganhado a atenção do mundo todo nos últimos dias. Submetido a um exame de carbono-14 em 1997, a estátua de madeira mais antiga da humanidade, foi datada em cerca de 9 mil anos, o que já era de se espantar, porém, esta semana, cientistas alemães empregaram um novo método de datação mais preciso e sensível, revelando uma nova data para o objeto milenar. Para a surpresa de todos, o ídolo apresentou 11 mil anos! Isso mesmo, o dobro da idade das pirâmides egípcias!


Esculpido no início do Holoceno, período em que o Homo sapiens passou a dominar o mundo, o objeto contém códigos secretos, criptografados há mais de 9 mil anos. Abandonado em uma região pantanosa, o artefato sobreviveu todo esse tempo para nos contar um pouco mais da história da ocupação do homem na Europa. Segundo Thomas Terberger¹, não existe escultura mais antiga no continente europeu e que ela nos mostra que os povos caçadores e coletores dos Urais naquela época não eram menos "desenvolvidos" ou mais "primitivos" que os povos da região do Crescente Fértil *.

Os especialistas responsáveis por estudar a estátua, suspeitam que os códigos nela esculpidos, contam algum mito sobre a criação do mundo, tal como era entendido pelos homens daquele período. “O ornamento está coberto apenas de informação criptografada. As pessoas transmitiam os conhecimentos com a ajuda do ídolo”, afirma o professor Mikhail Zhilin. Enquanto isso, Svetlana Savchenko, a responsável pela manutenção do ídolo no museu histórico de Ekaterimburgo conclui que “uma linha reta poderia significar a terra ou o horizonte, o limite entre a terra e o céu, a água e o céu, ou a fronteira entre dois mundos”².

Acredita-se que o objeto media cerca de 5,3 metros quando foi construído, mas com a deterioração e fragmentação, atualmente possui 2,5 metros de altura. Entre outras coisas, sabe-se que a escultura foi talhada com ferramentas de pedra e um tronco de lariço com mais ou menos 157 anos de idade. Em nota os pesquisadores explicam que a decoração geométrica representa a típica arte mesolítica, além dos ornamentos semelhantes a ossos, chifres e objetos em âmbar, muito comuns entre os povos europeus daquela época.³


Notas:
* O Crescente Fértil é uma região compreendendo os atuais Israel, Jordânia e Líbano bem como partes da Síria, do Iraque, do Egito, do sudeste da Turquia e sudoeste do Irã.

Um comentário: